.
Want Wikipedia to look like this?   
Click here to upgrade your Wikipedia experience
Lesoto | QuickiWiki

Lesoto

  PO

Overview

Kingdom of Lesotho
Reino do Lesoto
Bandeira do Lesoto
Brasão do Lesoto
Bandeira Brasão de armas
Lema: "Khotso, Pula, Nala"
(em português: Paz, Chuva, Prosperidade)
Hino nacional: Lesotho Fatse La Bontat'a Rona
Gentílico: lesotiano;[1]
lesotense;[2]
lesoto[2]

Localização  Lesoto

Capital Maseru
29° 18' S 27° 28' E
Cidade mais populosa Maseru
Língua oficial sesotho e inglês
Governo Monarquia constitucional
 - Rei Letsie III
 - Primeiro-ministro Tom Thabane
Independência do Reino Unido 
 - Data 4 de outubro de 1966 
Área  
 - Total 30.355 km² (137.º)
 Fronteira África do Sul
População  
 - Estimativa de 2007 2.013.141 hab. (142.º)
 - Densidade 66,3 hab./km² 
PIB (base PPC)
 - Total US$ 5,106 bilhões (147.º)
 - Per capita US$ 2.700 
IDH (2013) 0,486 (162.º) – baixo[3]
Moeda Loti (L)
Fuso horário (UTC+2)
Cód. Internet .ls
Cód. telef. +266

Lesoto (oficialmente Reino do Lesoto; em inglês Kingdom of Lesotho) é um pequeno país da África Austral. Um enclave incrustado na África do Sul, montanhoso e sem saída para o mar, o país é o antigo reino da Basutolândia, um dos países etnicamente mais homogêneos da África: 99% de sua população é da etnia basoto. O país vive da agricultura e criação de ovelhas na cordilheira do Drakensberg, que domina a maior parte do território e atingem mais de 3 mil metros de altitude. É bastante dependente da África do Sul; o dinheiro enviado por seus cidadãos empregados nas minas e fábricas sul-africanas representa 26% do PIB.

História

No século XVI os basotos se estabeleciam na região da Transvaal (hoje África do Sul), em decorrência de conflitos com a etnia zulu.

No século XIX, os habitantes da Basutolândia travam guerras contra os bôeres. Em 1896 o Lesoto passa a ser protetorado do Reino Unido, e se converte em colônia em 1884.

Em 1966 o país se torna independente, sob o nome de Reino do Lesoto. O chefe Moshoeshoe II assume seu reinado. A partir da década de 1970, o Lesoto dá asilo político a muitos sul-africanos contrários ao regime de segregação racial do país, o Apartheid. O general Justin Lekhanya dá um golpe em 1986, assumindo a chefia do governo e, quatro anos depois, depõe o rei Moshoeshoe II e o substitui por seu filho, o príncipe Letsie. O general é deposto em 1991 e, em 1995, Letsie renuncia, levando Moshoeshoe a reassumir o trono. Com a morte do rei, em 1996, seu filho volta ao poder, agora como Letsie III. Eleições gerais realizadas em maio de 1998 dão vitória ao partido governista Congresso para a Democracia de Lesoto (LCD), que obtém 78 das 80 cadeiras da Assembleia Nacional, e elege seu líder Bethuel Pakalitha Mosisili para primeiro-ministro. A oposição alega fraude e protesta. A escalada de manifestações, nos meses seguintes, leva, em setembro, à intervenção militar da África do Sul, que envia 600 soldados ao país, e de Botsuana, que participa com 300 soldados. A ação militar, requisitada por Mosisili sem conhecimento do rei Letsie III - que é impedido pelo primeiro-ministro de falar à população -, deixa aproximadamente 110 mortos e prejuízo de US$ 10 milhões.

Geografia

Neve na localidade de Moteng Pass, no distrito de Mokhotlong. - Lesoto
Neve na localidade de Moteng Pass, no distrito de Mokhotlong.

O Lesoto tem cerca de 30.355 km² e caracteriza-se, geograficamente, pela sua meseta montanhosa, com os cumes formados por lava basáltica. A meseta é cortada por diversos vales e rios. Lesoto possui cerca de 80% do seu território acima dos 1.800 metros de altitude, sendo o único país do mundo a ter toda a sua área acima da altitude de 1.000 metros. O ponto mais baixo do país possui exatos 1.400 metros de altitude e está localizado na confluência entre o rio Makhaleng e o rio Orange, próximo à vila de Mahuleng, no distrito de Mohale's Hoek. Dessa forma, o Lesoto é o país que possui a maior altitude mínima do mundo, que é superior à altitude máxima (ponto culminante) de 56 países. Ver lista de países por ponto mais alto.

Tem um clima temperado, com invernos frescos e secos e verões quentes e úmidos, nas partes mais baixas, e clima frio e com neve nas partes mais elevadas, com precipitações mais elevadas nestas áreas. O seu ponto mais elevado é o monte Thabana-Ntlenyana, com cerca de 3.482 m. O limite a leste é a cordilheira Drakensberg, fazendo fronteira com a província sul-africana de KwaZulu-Natal. Apenas uma faixa da fronteira noroeste tem suaves colinas, com uma pequena área de planícies.

Rios principais

Os rios principais são o Orange e o Caledom, nascendo em um planalto entre 2.750 e 3.350 metros de altura.

Demografia

Segundo dados de 2007, o país conta com uma população de 1,8 milhão de habitantes, resultando em uma densidade demográfica de 59,13 habitantes por quilômetro quadrado.

Relatório da ONU de 2004 apontou que 18% da população do país era portadora do vírus HIV e em 2005, outra informação alarmante: mais de 25% das mulheres grávidas possuíam o vírus da doença. Esta situação assustadora levou o governo a oferecer testes gratuitos de AIDS para toda a população.


Religião

Cerca de 90% da população do Lesoto é de cristãos. Os protestantes representam 45% da população do país, sendo 26% evangélicos e outros grupos protestantes, como os anglicanos, e 19% de outros ramos do cristianismo. Os católicos representam 45% da população religiosa, formando o maior grupo cristão do Estado. Outras religiões, tais como o muçulmanos, hindus, budistas, bahá'ís e membros de religiões tradicionais africanas compreendem os restantes 10% da população.[4]

Política

O Lesoto é um país governado por uma Monarquia constitucional, com dois órgãos legislativos: o Senado e a Assembleia Nacional. No entanto, o rei não tem poderes executivos, nem legislativos.

País marcado por violentos confrontos em 1998, no seguimento de eleições controversas, em 2002 foram de novo realizadas eleições parlamentares, mas de forma pacífica.

Vista panorâmica de Maseru, capital do país. - Lesoto
Vista panorâmica de Maseru, capital do país.

Relações exteriores

A sua localização geográfica faz o país ter maiores laços econômicos e políticos com a África do Sul. Lesoto faz parte de varias organizações regionais como a Comunidade Sul Africano de Desenvolvimento (SADC), da União Aduaneira Sul Africano (SACU) e a União Africana (UA).

Lesoto também é membro ativo da ONU e Commonwealth ( países com laços britânicos) tendo tambem relações internacionais significativas com os EUA, Reino Unido, Alemanha e China. Na esfera internacional, Lesoto reconhece o Estado da Palestina e do Kosovo.

Subdivisões

O reino do Lesoto se encontra dividido em 10 distritos:

Divisiões administrativas do país
Distrito Capital Área
(km²)
População
(censo 2001)
1. Berea Teyateyaneng 2.222 300.557
2. Butha-Buthe Butha-Buthe 1.767 126.948
3. Leribe Hlotse 2.828 362.339
4. Mafeteng Mafeteng 2.119 238.946
5. Maseru Maseru 4.279 477.599
6. Mohale's Hoek Mahale's Hoek 3.530 206.842
7. Mokhotlong Mokholong 4.075 89.705
8. Qacha's Nek Qacha's Nek 2.349 80.323
9. Quthing Quthing 2.916 140.641
10. Thaba-Tseka Thaba-Tseka 4.270 133.680
Distritos do Lesoto.

Economia

O maior diamante do século, o "Promessa do Lesoto", de 603 quilates (120 gramas), foi comprado por US$ 12,36 milhões pela South African Diamond Corporation (Safdico). Maior que uma bola de golfe é o 15º maior diamante da história em relação ao tamanho.

A sua economia tem por base a agricultura, em particular a de subsistência, como culturas de milho, sorgo, trigo e feijão. Nas zonas mais altas é criado gado caprino e ovino, extraindo-se e mohair, como sub produtos.

Cultura

Entre os instrumentos musicais tradicionais estão o lekolulo, uma espécie de flauta usada por meninos de pastoreio, o Setolo-Tolo, desempenhados por homens usando a boca e o Thomo, com cordas musicais. O hino nacional do Lesoto é "Lesotho Fatše La Bo-ntata Rona", que literalmente se traduz em "Lesotho, terra de nossos pais".

O estilo tradicional de habitação em Lesoto é chamado de mokhoro. Muitas casas mais antigas, especialmente em pequenas cidades e aldeias, são deste tipo, com paredes geralmente construídas a partir de grandes pedras coladas. Tijolos de barro e blocos de concreto especialmente também são usados, com telhados de colmo, embora muitas vezes sejam substituídos por telhas onduladas.

O traje tradicional gira em torno da manta Basotho, uma espessa cobertura feita principalmente de lã. Os cobertores são onipresentes em todo o país durante todas as estações, e usado de forma diferente para homens e mulheres.

O Festival Morija Arts & Cultural é um festival de artes e música de origem Sesotho. Ele é realizado anualmente na cidade histórica de Morija, onde os primeiros missionários chegaram em 1833.[5]

Feriados
Data Nome em português Nome local Observações

Referências

  1. Portal da Língua Portuguesa - Dicionário de Gentílicos e Topónimos. Portaldalinguaportuguesa.org.
  2. a b Ciberdúvidas da Língua Portuguesa - Lesotiano, lesotense e lesoto (em português). Ciberduvidas.sapo.pt.
  3. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): Human Development Report 2014 (em inglês) (24 de julho de 2014). Página visitada em 3 de agosto de 2014.
  4. International Religious Freedom Report 2007: Lesotho (em português: Relatório de Liberdade Religiosa Internacional 2007: Lesotho) (em inglês). U.S Department of State. Página visitada em 11 de maio de 2014.
  5. Welcome to Morija, Lesotho (em inglês). Morija. Página visitada em 30 de agosto de 2014.

Ver também

This page is based on data from Wikipedia (read/edit), Freebase, Amazon and YouTube under respective licenses.
Text is released under the Creative Commons Attribution-ShareAlike License.